Release

Paulinho Guitarra é músico instrumentista, compositor e produtor musical. Ajudou a escrever a história da música brasileira e tem registrado o seu nome ao lado de inúmeros artistas, intérpretes e compositores da Música Popular Brasileira, entre os quais: Ed Motta, Bebel Gilberto, Tim Maia, Sidney Magal, Cassiano, Hyldon, Marina Lima, Cláudio Zoli, Cazuza, Gerson King Combo, Cassiano, Sandra de Sá, Paula Lima, Carlos Dafé, Banda Black Rio, Serginho Trombone, Leo Gandelman, Celso Blues Boy e outros.

fotobio6 (1)

Começou a tocar profissionalmente aos doze anos, quando em 1967 formou o conjunto “Os Adolescentes”, que chegou a ser conhecido como “um dos melhores conjuntos de baile do Estado do Rio de Janeiro”, conquistando vários prêmios e festivais.

Em 1970 ingressou na banda do então Rei da soul music Gerson King Combo e logo depois se tornou musico de apoio da banda do grande Tim Maia, com quem gravou vários discos, incluindo os cultuados álbuns da série “Tim Maia Racional” ( vol. l, ll e lll ).

Além de musico, é coautor em várias musicas gravadas pelo cantor, inclusive “O Caminho do Bem”, incluída na trilha sonora do premiado filme “Cidade de Deus”. Ainda nessa época trabalhou com os cantores Cassiano e Carlos Dafé.  

Vivenciou ativamente esse período da invasão funk e soul na música brasileira, razão do “título” conferido pela revista Guitar Player (agosto de 1999): “criador da guitarra funk brasileira”. 

Durante os anos 80 acompanhou em shows e gravações a cantora Marina Lima onde desenvolveu a linguagem pop na guitarra. Paralelamente tocava com a  grande banda fluminense “Alynaskyna”, no boom de bandas que surgiram nessa época. Também tocou com a prestigiada cantora Bebel Gilberto e gravou os discos “Burguesia” e “Por Aí…” com Cazuza. 

 

Em 1991 gravou o primeiro disco solo “Paulinho Guitarra”, de composições próprias e com influências latinas e negroides, cujas raízes se fundamentam em Jimi Hendrix, Eric Clapton, Pat Martino, Wes Montgomery, Miles Davis e John Coltrane.

fotobio1

“Improvisador  fluente que conhece o instrumento, Paulinho absorveu as linguagens do jazz, do blues e do pop contemporâneo”  (José Domingos Raffaelli, crítico de jazz do jornal O Globo, 15/03/1993).

Ainda nos 90’s tocou com os artistas Claudio Zoli, Celso Blues Boy, Banda Black Rio e Ed Motta, com quem atua até os dias atuais e com quem já gravou vários discos, inclusive o atual “AOR”.

Em 2004 lançou seu segundo disco “Paulinho Guitarra – The Very Very Cool Cool Band” pelo próprio selo ‘Very Cool Music’, trabalho que rendeu ótimas críticas na imprensa especializada:

..Pacote instrumental modernista. ..O laboratório da música instrumental não fecha na crise. Novos discos dos guitarristas .. Paulinho Guitarra (The very cool band, Very Cool Music), …. Músico que já tocou com Cazuza, Ed Motta, Marina Lima, Bebel Gilberto, Tim Maia e Paula Lima, Paulinho Guitarra, segundo a revista Guitar Player ”criador da guitarra funk brasileira”, avança nos afluentes do jazz & blues permeados pelo humor dos títulos e temas. São os casos de A vida sexual das aranhas, que evoca o estilo do trilheiro Henry Mancini, a chacoalhante Mulher esqueleto, num pique de guitarra surfista e Festa dos macacos numa linha boogie.”  (Tárik de Souza, Jornal do Brasil, 31/01/2005).

fotobio3

 

 

fotobio4

“..Músico que faz parte da banda de Ed Motta e já tocou com Tim Maia e Cazuza, entre outros, Paulinho Guitarra mostra em seu segundo disco solo, “The Very Very Cool Cool Band” (selo Very Cool Music), que além do solista fluente é ótimo compositor, em jazz, blues e rock originais. ”
(Além da Guitarra, Antônio Carlos Miguel, Discolândia, O Globo, 21/12/2004).

Em 2008 lançou, pelo seu selo  ‘Very Cool Music’, o disco “Trans Space”, com participações de músicos como Renato Massa, Serginho Trombone, Kiko Continentino, Ricardo Giesta e o banjista Tatoo Magdalena.

fotobio7

Atualmente trabalha em shows ao lado do cantor Ed Motta no Brasil e em turnês internacionais na divulgação do show ‘AOR’. Paralelamente trabalha a divulgação do seu mais recente disco “Romantic Lovers – Sparkling Guitars From Paulinho Guitarra”, descrito pelo jornalista Antonio Carlos Miguel como “trilha de um filme imaginário” devido ao teor ilustrativo das musicas.  

fotobio5